Quinta, 19 de Maio de 2022
27°

Pancada de chuva

Bom Jesus - PI

Entretenimento Entretenimento

Influenciadora relata agressão por usar roupa curta em condomínio

Segundo Ayarla Souza, as agressões ocorreram após ela usar roupas curtas e fazer vídeos sensuais para a web

23/04/2021 às 17h35
Por: POR FELIPE ROSAL
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A influenciadora digital e dançarina Ayarla Souza, de 22 anos, afirmou ter sido agredida na última sexta-feira (16) por duas moradoras no condomínio de luxo onde mora, em Arujá, na Grande São Paulo.  Segundo a vítima, as agressões ocorreram após ela usar roupas curtase fazer vídeos sensuais para a web. 

Ayarla fez a denúncia através de suas  redes sociais. Em um vídeo, ela relatou que os problemas com uma das moradoras tiveram início no dia anterior às agressões.

Exposição em grupo de Whatsapp

A influenciadora teria sido  ofendida por uma moradora  com xingamentos, além de ter fotos e vídeos expostos em um grupo de Whatsapp criado por moradores do condomínio, na tentativa de constrangê-la. 

"Mandou minhas fotos no grupo, me chamando de puta e que era para tirarem a gente daqui, porque na minha casa só tinha puta. Disse que estávamos fazendo programa aqui, que a casa seria um prostíbulo. Chamou a gente de vagabundo. Isso é horrível", disse a influenciadora no desabafo.

 

 Ayarla Souza, revela que foi agredida por moradoras de condomínio de luxo 

 

Boletim de ocorrência

No relato, Ayarla acrescenta que mora na mansão, dentro do condomínio de casas, com outros amigos influenciadores digitais, e que eles utilizam o espaço para produzir conteúdo para as redes sociais. Somente no Instagram, ela tem 2 milhões de seguidores. Um boletim de ocorrência por lesão corporal, ameaça e injúria foi registrado pela influenciadora digital.

Moradora relata festas com som alto 

Uma moradora que pediu para não se identificar, afirmou que Ayarla descumpre as regras do condomínio, uma vez que estaria transformando a casa onde mora em um hotel para atrair novos influenciadores e festas seriam frequentes no local.

"Quase todo dia a gente sofre com o som alto e isso é durante o dia e a noite também. Frequentemente tem festas no local e eles não respeitam as regras de convivência", disse a moradora.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias