Quinta, 19 de Maio de 2022
27°

Pancada de chuva

Bom Jesus - PI

PIAUÍ Covid-19

Covid-19: Governo do Piauí poderá suspender atividades presenciais nas escolas por pedido do Sinte

O pedido é pautado, segundo o sindicato, na crise sanitária no país e no Piauí com a nova onda de Covid-19, a qual se somou o surto de Influenza.

24/01/2022 às 20h30
Por: Felipe Rosal
Compartilhe:
Covid-19: Governo do Piauí poderá suspender atividades presenciais nas escolas por pedido do Sinte

Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí (SINTE) informou nesta segunda-feira (24), que oficiou o Governo do Estado do Piauí e a Secretaria Educação solicitando para que sejam suspensas por, pelo menos uma semana, as atividades presenciais no estado em 2022. Em Teresina, as aulas estão previstas para o dia 7 de fevereiro. 

O pedido é pautado, segundo o sindicato, no desdobramento do cenário da crise sanitária no país e no Piauí com a nova onda de Covid-19, a qual se somou o surto de Influenza (vírus H1N1 e H3N2) que vem se alastrando pelo país.

“A direção do sindicato tem acompanhando com cuidado o assunto e o desdobramento do cenário da crise sanitária no país e no Piauí, e continuará cobrando um posicionamento responsável sobre este delicado momento, e solicita as trabalhadoras e trabalhadores da rede estadual de educação, em particular, e a população em geral, que mantenham o uso de máscaras, álcool gel e demais medidas preconizadas no enfrentamento a pandemia”, anunciou o sindicato. 

Além de solicitar a suspensão temporária das atividades presenciais, o Sinte Piauí solicitou também que sejam consideradas na tomada de decisões as  orientações científicas a respeito, como as emanadas da Organização Mundial de Saúde.

 

 COE liberou retomada das aulas presenciais

O Governo do Estado, através do Comitê de Operações Emergenciais (COE), aprova o protocolo de retomada das aulas com as medidas de segurança para as redes pública e privada de ensino, estabelecidas pela Vigilância Sanitária Estadual. Estão liberadas as aulas presenciais para todos os níveis desde, a pré-escola até a pós-graduação.

Entre as medidas, será exigido o comprovante de vacinação contra a Covid-19 para professores, demais trabalhadores e alunos, com exceção daqueles não imunizados por não estarem ainda contemplados no calendário vacinal do Programa Nacional de Imunização – PNI. A Nota Técnica com todas as informações sobre as medidas de segurança e acolhimento dos estudantes e docentes para o ano letivo de 2022 está sendo finalizada, para posteriormente ser divulgada pela SESAPI/DIVISA com anuência do COE/PI. O documento complementa as medidas do Protocolo Específico nº 001/2021, ainda em vigor.

Teresina decide não exigir passaporte de vacina no retorno das aulas

 

O secretário municipal de Educação de Teresina, professor Nouga Cardoso, concedeu uma entrevista na manhã desta segunda-feira, 24 de janeiro, ao programa Bom Dia Meio Norte onde afirmou que o retorno das aulas na rede municipal da capital será sem a obrigatoriedade do passaporte de vacina.

No entanto, a prefeitura declara que vai monitorar os estudantes e os cuidados para evitar a contaminação da Covid-19. “Nós vamos iniciar o ano letivo de 2022 da mesma forma que terminamos o de 2021, com os mesmos cuidados, uso de máscara, álcool em gel nas escolas, tapete sanitizante, higienização necessária entendendo que a Covid ainda não foi embora. A gente precisa manter todos os cuidados”, declarou. 

 

“Queremos tranquilizar a população dizendo que no ano passado desde quando voltamos as aulas presenciais nós não tivemos nenhum caso de covid com contaminação dentro das escolas o que significa dizer que o que fizemos foi eficiente e vamos continuar fazendo”, disse o secretário.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias